Insulina – Seu impacto na perda de peso

INSULINA E O ARMAZENAMENTO DE GORDURA

Muitas pessoas apesar dos esforços constantes, não consegue perder peso queimando as gorduras corporais.

Aí surge uma questão fundamental, “O que bloqueia essa gordura de deixar o nosso corpo?

Uma explicação é eu o seu corpo possui duas formas de conseguir energia, que são a glicose e a gordura.

A preferência do corpo é usar a gordura como seu combustível principal e o açúcar como combustível secundário. Há como fazer com que o corpo queime mais açucares do que gorduras como fonte de energia.

Mas essa substituição de fonte de energia não é boa se permanecer pela maior parte do dia, pois se você não está usando somente o açúcar, significa que não está queimando gorduras corporais.

Nossas decisões alimentares definem o quanto de gordura vamos usar como fonte de energia, uma escolha errada faz com que travamos esse mecanismo de queima e torna a gordura armazenada imprestável como fonte de energia.

Sendo assim a única maneira de queimar gordura e fazer com que o corpo as use, assim não importa se você ingere menos calorias e queima mais através de exercício pois essas calorias queimadas vão vir de massa magra como os músculos e não da gordura que é o que desejamos.

INSULINA VS ARMAZENAMENTO DE GORDURA 

 

Insulina e emagrecimento

Insulina e emagrecimento

O armazenamento de gordura no corpo está relacionado diretamente com os níveis de insulina.

A insulina aumenta a quantidade de gordura retira pelo organismo e ao mesmo tempo evita com que essa gordura deixe o nosso organismo, sendo assim controlar os níveis de insulina no corpo é a chave para o emagrecimento.

8 hormônios que estimula a utilização da gordura como fonte de energia, são eles:

  1. Epinefrina
  2. Norepinefrina
  3. Adrenocorticotrófico (ACTH)
  4. Glucagon
  5. Hormônio estimulador da tireoide
  6. Hormônio estimulador do melancólico
  7. Vasopressina
  8. HGH (hormônio do crescimento)

A insulina vai contra todos esses 8 hormônios para evitar a utilização da gordura como fonte de energia.

FUNCIONAMENTO DA INSULINA

Funcionamento da Insulina

Funcionamento da Insulina

Quando os níveis de açucares do sangue estão alto, o pâncreas libera a insulina para fazer esse controle, fazendo com que a esse açúcar entre nas células e caia a sua quantidade na corrente sanguínea e manter em níveis adequados, que seria de 70 a 90 mg/dL.

Os carboidratos são os responsáveis por esses níveis, quanto mais simples esses carboidratos como o açúcar refinado e farinha branca, mais fáceis são a sua assimilação e maior os níveis de açucares no sangue, as células recebem mais açúcar do que elas precisam e o excesso é armazenado em forma de gordura.

GRÁTIS: Dieta Sensacional Para PERDER de 3 a 5 Kg por SEMANA (Garantido!) - Cadastre o seu e-mail e receba!

O pâncreas libera a insulina, dizendo para os músculos, fígado e as células para tirar esse açúcar do sangue, pois altas quantidades de açúcar no sangue torna toxico para o corpo.

Consumindo muito carboidratos diários, o pâncreas começa a avisar para os músculos, fígado e celular para pegar o açúcar, assim todos ficam felizes, o pâncreas não trabalha mais, os músculos e as células do fígado tem mais açucares e, portanto, mais energia.

O problema começa quando por ser ingerido grande quantidade de carboidratos processados, os músculo e as gorduras param de “ouvir” o pâncreas e não utiliza mais essa insulina e ocorre a resistência à insulina.

RESISTÊNCIA A INSULINA

È quando as células passam a literalmente ignorar a insulina, está por vez passa a não funcionar da maneira esperada, fazendo com que as células precisam de cada vez mais insulina para que a glicose entre nelas.

O pâncreas trabalha cada vez mais para produzir insulina, mais mesmo assim os níveis de açucares no sangue não diminui, trazendo diversas complicações como diabetes, aterosclerose, problemas cardíacos e é claro obesidade.

Como as células do fígado e dos músculo tem um armazenamento limitado de açúcar, assim que estão cheios, esse armazenamento cessa e esse açúcar é direcionado para as células de gordura.

Com o passar dos anos, e a quantidade de açúcar subido e sempre alta no sangue, o pâncreas libera níveis elevados de insulina, os receptores das células deixam de usar a insulina, por vez o pâncreas deixa de produzir-las, os níveis de açucares ultrapassa os 125 mg/dL, surge o diabete do tipo 2.

As pessoas com resistência à insulina ou diabetes tipo 2, tem um anormal a ingestão de carboidratos. Mesmo uma pequena quantidade de carboidratos pode fazer com que o pâncreas libere uma quantidade enorme de insulina.

Esses níveis elevados de insulina bloqueia as células de gorduras de serem usadas como fonte de energia, fazendo com que a pessoa engorde cada vez mais.

Por outro lado, se diminuir os níveis de insulina na corrente sanguínea, o efeito é o contrário, você terá um quase um estoque ilimitado de energia. Coincidentemente, muitas pessoas que fazem dietas de baixo carboidratos como as dietas Low Carb por exemplo, dizem terem muito mais energia, especialmente as pessoas com sobrepeso.

PS: SAIBA MAIS SOBRE A RESISTÊNCIA A INSULINA –> CLIQUE AQUI

CONCLUSÃO

A chave para o emagrecimento é o controle dos níveis de insulina, quanto mais baixo esses níveis, maiores são as taxas da queima de gordura, as pessoas ficam com mais energia podemos permanecer mais ativas durante todo o dia, emagrecendo com saúde e mantendo e permanecendo magras.

O controle da insulina é o q causa maior impacto na queima da gordura, ela abre as portas para as células de gorduras serem metabolizadas na liberação de energia.

ALIMENTOS A SEREM EVITADOS:

  1. Carboidratos refinados ou farinha de trigo (pães, bolos, massas, etc)
  2. Óleos vegetais poli-insaturados (óleo de soja, canola, algodão, milho, etc)
  3. Gorduras trans. (Biscoitos, sorvetes, alimentos industrializados, margarina)
  4. Alimentos com açucares (refrigerantes, sorvetes, doces, etc)
  5. Alimentos light, etc

ALIMENTOS A SEREM CONSUMIDOS

  1. Ovos
  2. Legumes
  3. Verduras
  4. Proteínas magras (carnes vermelhas, frango, porco, peixe, soja)

Mudando o seu habito alimentar, controlando o que pode ou não consumir, você não terá que contar calorias e nem se preocupar qual alimentos consumir. Pratique atividades físicas, pois elas ajudam a queimas os açucares e consequentemente diminuir os níveis de insulina necessário ao seu organismo.

Essa foi minha contribuição para o seu emagrecimento, espero que tenha sido de grande ajuda. 🙂 

 😛 Bjus Juju. 😀 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Termos utilizados:

  • como emagreci com intolerancia a insulina
  • insulina emagrecedora
  • insulina vegetal ajuda emagrecer

GRÁTIS: Dieta Sensacional Para PERDER de 3 a 5 Kg por SEMANA (Garantido!) - Cadastre o seu e-mail e receba!

Juliana Masocatto

Juliana Masocatto, fundadora do blog Emagrecer Com A JuJu. Apaixonada por nutrição e exercícios físicos. Sempre em busca de conhecimentos sobre alimentações saudáveis, perda de peso e qualidade de vida.

Website: http://www.emagrecercomajuju.com.br

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *